Início » Ficar sentado 8 horas por dia aumentam o risco de um AVC

Ficar sentado 8 horas por dia aumentam o risco de um AVC

Ficar sentado 8 horas por dia é algo que não fará bem para sua saúde. Os especialistas recomendam que as pessoas devem ter atividades físicas para que seja possível ter uma vida saudável. Uma realizada no Canadá, mostra que  pessoas com menos de 60 anos que passam 8 horas ou mais por dia sentados, e no tempo livre não são ativas, correm um risco maior de ter um AVC.

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) decorre da alteração do fluxo de sangue ao cérebro. Responsável pela morte de células nervosas da região cerebral atingida, o pode se originar de uma obstrução de vasos sanguíneos, o chamado acidente vascular isquêmico, ou de uma ruptura do vaso, conhecido por acidente vascular hemorrágico.

Essa foi realizada em 2021 e publicada em 19 de agosto do mesmo ano no periódico Stroke, da American Heart Association. A publicação também informa que o risco de derrame aumentou sete vezes em relação às pessoas ativas (que ficavam menos de quatro horas sem se movimentar e que destinavam ao menos dez minutos por dia para se exercitar).

O Estudo

Foram analisados durante a de Saúde da Comunidade Canadense, os dados de mais de 143 mil adultos ou mais, que nunca tiveram histórico de derrame anteriormente, aproximadamente por 9,4 anos entre 2000 e 2012.

Raed Joundi, principal autor do estudo, da Universidade McMaster em Ontário (Canadá), disse numa entrevista à CNN: “Acredita-se que o tempo sedentário prejudique a glicose, o metabolismo lipídico, o fluxo sanguíneo e aumenta a inflamação no corpo”.

“Essas mudanças, com o tempo, podem ter efeitos adversos nos vasos sanguíneos e aumentar o risco de ataque cardíaco e derrame.”

Leia Mais
Pós Pandemia: Biossegurança é a nova realidade da área da saúde

Durante o período de estudo, houve 2.965 AVCs e desses, 90% foram isquêmicos, que é o tipo mais comum.

Causas do

– hipertensão;

– diabetes;

– tabagismo;

– consumo frequente de álcool e drogas;

– estresse;

– colesterol elevado;

– doenças cardiovasculares, sobretudo as que produzem arritmias;

– sedentarismo;

– doenças do sangue.

Sintomas e sinais de alerta

Muitos sintomas são comuns aos acidentes vasculares isquêmicos e hemorrágicos, como:

  • dor de cabeça muito forte, de início súbito, sobretudo se acompanhada de vômitos;
  • fraqueza ou dormência na face, nos ou nas pernas, geralmente afetando um dos lados do corpo;
  • paralisia (dificuldade ou incapacidade de se movimentar);
  • perda súbita da fala ou dificuldade para se comunicar e compreender o que se diz;
  • perda da visão ou dificuldade para enxergar com um ou ambos os olhos.

Outros sintomas do acidente vascular isquêmico são: tontura, perda de equilíbrio ou de coordenação. Os ataques isquêmicos podem manifestar-se também com alterações na memória e na capacidade de planejar as atividades diárias, bem como a negligência.

Um exemplo para ficar de alerta: a ignora objetos colocados no lado afetado, tendendo a desviar a atenção visual e auditiva para o lado normal, em detrimento do afetado.

Prevenir o

Aproximadamente 80% dos casos de AVC poderiam ser evitados através do controle de fatores de risco. Mudando o seus hábitos de vida podem ajuda a evitar o derrame.

O que você deve fazer:

Controle da Hipertensão Arterial;

Tratamento do Diabetes;

Redução nos níveis de Colesterol;

Redução de peso;

Prática regular de exercícios físicos;

Não fumar ou parar de fumar;

Tratamento da Síndrome da Apneia do Sono.

Leia Mais
AVC: O que é, causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção

O mais importante, você deve ter sempre um acompanhamento médico regular e realizar de acordo com o seu caso.

O tratamento é feito na fase aguda, ou seja, nas primeiras horas após o início dos sintomas. Por isso é tão importante reconhecer e levar a imediatamente a um hospital.

3 thoughts on “Ficar sentado 8 horas por dia aumentam o risco de um AVC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.