Início » O inverno chegou e com ele as doenças respiratórias

O inverno chegou e com ele as doenças respiratórias

O inverno começou nesta terça-feira e muitas já começam a se preocupar com as doenças respiratórias. As temperaturas mais baixas aumentam a incidência de gripe, resfriado e a Covid-19. 

Uma das causas da transmissão da está no comportamento das pessoas, que devido ao frio, permanecem mais tempo confinadas em espaços fechados e sem ventilação.

Os sintomas mais comuns na época do inverno são: desconforto, dificuldade para respirar. Para quem tem problema de sinusite, a tendência é o aumento de quadros de sinusite, bronquite, asma e rinite.

Para evitar a contaminação e agravamento das doenças, é necessário ter alguns cuidados essenciais:

Manter ambientes ventilados

Segundo os especialistas, estar em ambientes ventilados ou ao ar livre, o contágio por vírus de transmissão respiratória é menor. A recomendação deles é: quando possível, as janelas e portas devem ficar abertas, favorecendo a circulação e renovação do ar. Isso vai diminuir a chance do vírus passar de uma para a outra. 

higiene das mãos 

Um dos principais motivos de uma pegar doenças por causa de bactérias, vírus e etc, está no fato de não higienizar as mãos.Elas devem ser lavadas com e sabão, esfregando todas as partes da mão, incluindo as palmas, o dorso, o espaço entre os dedos, os polegares, a região das e os pulsos. O álcool em gel também pode ser utilizado quando não for possível realizar a lavagem das mãos, como no transporte público ou na rua.

Continue utilizando máscara

Utilize a máscara adequadamente

O uso de máscara é uma estratégia essencial para a prevenção da transmissão dos vírus respiratórios. Mas você deve usar o acessório de forma correta, ficando bem ajustada ao rosto (cobrindo nariz e boca).

Leia Mais
Tempo seco: Doenças respiratórias são mais comuns durante esse período

Erros no uso da máscara

Evitando  erros comuns como: colocar a máscara no queixo, o que pode levar à contaminação, baixá-la para falar ao telefone ou espirrar e utilizar a mesma máscara todos os dias.

Corpo hidratado

No inverno, as deixam de tomar com frequência. Também no inverno, devemos consumir água, entre 1,5 a 2 litros por dia. O frio provoca alterações internas no sistema respiratório que favorecem a entrada de microrganismos como vírus, bactérias e fungos. 

Você deve  hidratar as vias respiratórias com soro fisiológico (composto de e sal), que pode ser utilizado de forma contínua e preventiva de duas a quatro vezes ao dia.

Diferentes temperaturas

Quando a pessoa então em ambientes quente e muda para um ambiente bem mais frio, pode ocorrer um choque térmico. Faça uma transição mais suave entre ambientes diferentes. No inverno não é necessário o uso do ar condicionado.

O choque térmico é a mudança muito rápida da temperatura. Quando uma pessoa pula em uma piscina com fria e dá cãibra (alterações neuromusculares). Pode causar também paralisia e os resfriados, nas situações em que há uma mudança brusca de temperatura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.